BEM VINDO ao St.Artte "Este blog é melhor visualizado com Google Chrome"

Stanley Kubrick

Nova York, 26 de julho de 1928 nasce um dos maiores cineastas de todos os tempos, considerado o mais importante do século XX, responsável por uma notável carreira e muito bem sucedida. Com filmes sempre polêmicos e mau recebidos pela critica, com o passar do tempo tornaram-se grandes clássicos consagrados pelos mesmos.

O garoto do Bronx nunca foi um aluno exemplar se quer fazia suas lições de casa e suas notas nunca foram às melhores, apesar disso sempre foi muito apoiado e incentivado pelos seus pais. Na adolescência ganhou uma maquina fotográfica do seu pai e consegui um emprego numa renomada revista “LOOK”, mais seu futuro estava ligado á outro tipo de câmera.



Aos 22 anos estreou como cineasta em curtas-metragens. Aos 25 seu pai empenhorou a casa da família para a produção do seu primeiro filme “Fear and Desire” (1953) mesmo com algumas boas criticas ele considerou seu filme amador e tratou logo de retirá-lo de circulação, até hoje o filme esta fora do seu catálogo e foi exibido algumas poucas vezes, “Killer’s Kiss” de 1955 foi um filme pouco divulgado e de difícil acesso pelo publico, apartir de “The Killing” de 1956 que sua carreira começou a decolar e começou a chamar atenção de alguns produtores.

Após ter sido rejeitado pelos estúdios Kubrick fez um dos filmes antiguerra mais poderoso que o mundo do cinema havia visto “Paths of Glory” com Kirk Douglas filme focado não em heróis mais sim em covardes, posteriormente foi proibido em alguns países incluindo a frança. Kirk Douglas gostou tanto de trabalhar com Kubrick que o convidou para trabalhar em “Spartacus” de 1960, após a demissão do diretor Anthony Mann que havia filmado boa parte do filme.

Em 1962 mudou-se para a Inglaterra e no mesmo ano começou a filmar “Lolita” de 1962 um clássico da literatura escrito por Vladimi Nabokov, um grande sucesso de critica, dois anos depois lança um grande clássico absoluto “Dr. Strangelove or: How I Learned to Stop Worrying and Love the Bomb” de 1964 tendo como tema a ameaça nuclear e estrelado por Peter Sellers que atuou em três papeis incluindo como presidente dos Estados Unidos e George C. Scott esse trabalho rendeu a Kubrick sua primeira indicação ao Oscar de melhor diretor.

O filme “2001: Space Odissey” foi produzido em cinco anos e considerado para muitos como o melhor filme de ficção cientifica já filmado. O filme não foi muito bem recebido pela critica mais obteve um grande sucesso de publico e tem uma das trilhas sonoras mais reconhecidas de todos os tempos como a musica de Richard Strauss “Assim falou Zaratustra” e com efeitos especiais inovadores para a época garantiu o Oscar da categoria e passou perto mais uma vez da indicação de melhor diretor.

Trilha sonora de 2001:Uma odisséia no espaço


Em 1971 dirigiu o filme “Clockwork Orange” filme muito criticado por focar a violência humana foi acusado de incitar a barbárie por conter cenas de brigas, roubos e estrupos, nos anos seguintes filmou filmes totalmente diferentes um filme de época, um de terror e outro sobre sua visão da guerra do Vietnã.

O primeiro “Barry Lyndon” de 1975 apesar de ser pouco conhecido é considerado pelos seus fãs incluindo Martin Scorsese como seu melhor trabalho. A fotografia do filme dirigida por John Alcott sobre orientação de Kubrick recebeu o Oscar da categoria, foram usadas lentes usadas pela NASA para poder filmar alguns interiores. Com grande sucesso na Europa o filme fracassou nos Estados Unidos mais levou quatro estatuetas douradas, ainda não como melhor diretor.

O segundo filme “The Shining” de 1980, adaptação da obra de Stephen king conta a história de uma família que passa uma temporada na montanha sucesso em qualquer exibição.

O terceiro filme “Full Metal Jacket” de 1987 o filme é divido em duas partes a preparação para a guerra e o ambiente de combate. Kubrick disse que ficou frustrado com o fato de que antes da estréia do filme outros dois longas sobre o tema já tinham sido lançados com sucesso: "The Killing Fields” de 1984 e ”Platoon” de 1986. Ainda como destaque o imenso set erguido em Londres para batalha final.

Do seu último longa-metragem até “Eyes Wide Shut” de 1999 passou-se um longo período sem nada assinado por Stanley. Lançado em 1999, o filme protagonizado pelo até então casal número um dos Estados Unidos, causou uma grande comoção entre os amantes da sétima arte. Tom Cruise e Nicole Kidman interpretam um casal em crise e foi adaptada do romance escrito por Arthur Schnitzler, chamado Traumnovelle. Dois anos foi o período de filmagem, tempo que o perfeccionismo de Kubrick achou necessário para a conclusão do filme, mas não o necessário para agradar à crítica e público.



Em 7 de março de 1999 Kubrick faleceu enquanto dormia, devido a um ataque cardíaco, não testemunhando a fria recepção que seu último trabalho obteve. O último projeto cinematográfico em que esteve envolvido, mas que por questões de saúde não dirigiu, foi “AI: Inteligência Artificial”, de Steven Spielberg.

Filmografia Stanley Kubrick, criado por Martin Woutisseth.

4 comentários:

Que post fantástico! (Embora eu seja suspeita pra falar de tudo que envolva cinema e arte) esse cara é um gênio. Uma pena que ele tenha nos deixado tão cedo. Parabéns pelo post!

ótimo post informativo.... obrigado por comentar no meu blog...

Não conhecia esse cineasta ,pela história realmente ele foi muio importante pro cinema mesmo
Parabéns pelo post
http://uaimeu10.blogspot.com/

 








creative commons license
MyFreeCopyright.com Registered e Protected
É proibida a utilização de quaisquer obras contidas neste site para fins comerciais e publicações sem seus devido créditos. Plágio é CRIME.




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...